XUXEXO: PRODUTOR AMERICANO AFIRMA QUE XUXA MENEGHEL PODERIA TER SIDO MAIOR DO QUE OPRAH !


xuxaxuxexo

Dos episódios mais emblemáticos da carreira de Xuxa Meneghel, um dos menos conhecidos pelos brasileiros é aquele sobre a breve experiência da rainha dos baixinhos como estrela da televisão nos Estados Unidos. No auge da carreira dela, no começo dos anos 1990, o Brasil tinha se tornado pequeno para sua apresentadora mais famosa, ao mesmo tempo em que vários executivos do mercado americano de entretenimento buscavam uma artista de carne e osso (e, de preferência, com carisma e sex appeal de sobra) capaz de encarnar os sonhos do público infantil, que então só encontrava ídolos no mundo da ficção: Mickey Mouse, o Pato Donald e companhia.

Um desses executivos era Tom Lynch, um expert em programas infantis certa vez descrito pelo “The New York Times” como o David E. Kelley do mundo televisivo das crianças, em referência ao produtor que lançou hits da telinha como “Picket Fences” e “Ally McBeal”. Assim que soube da existência de uma certa loira brasileira que havia conquistado a América do Sul, Lynch tratou de procurá-la e logo propôs uma parceria, que foi prontamente aceita. “Foi a combinação perfeita! A Xuxa queria estrear nos EUA e eu precisava de alguém exatamente como ela”, o executivo disse em entrevista exclusiva ao Glamurama, concedida por telefone diretamente de seu escritório em Los Angeles.

A produção de “Xuxa” começou em meados de 1992, e apesar do público alvo da atração ser formado por baixinhos gringos, o orçamento era de gente grande. O diretor, Gary Halvorson, tinha no currículo vários episódios da sitcom “Roseanne”, naqueles tempos a mais assistida pelos americanos, e a produtora contratada foi a MTM Enterprises, fundada pela icônica Mary Tyler Moore e mais tarde comprada pela 20th Century Fox. De acordo com Lynch, a ideia era fazer do programa um produto específico para “syndication”, um sistema altamente lucrativo que existe praticamente só nos EUA e permite a negociação direta entre os produtores com os canais de TV.

Quem dominava esse segmento na época, ainda em sua fase popularesca, era Oprah Winfrey: a rainha de todas as mídias, como ficou conhecida mais pra frente, chegava a faturar US$ 80 milhões (R$ 308,5 milhões) por ano vendendo os episódios de seu “The Oprah Winfrey Show” para uma infinidade de estações que guerreavam entre si para tê-la em sua programação. Mas o que Lynch tinha em mente para a intérprete de “Ilariê” era algo ainda maior. “Xuxa é uma artista como poucas vezes vi na vida, capaz de se conectar com sua audiência imediatamente, como Elvis [Presley]. Não tenho dúvidas de que ela poderia ter sido até maior do que Oprah”, disse o executivo.

“Xuxa” debutou nas manhãs da TV americana no dia 13 de setembro de 1993, com custos semanais estimados entre US$ 150 mil (R$ 578,4 mil) e US$ 200 mil (R$ 771,2 mil), uma soma de respeito que rendeu um cenário caprichado e a contratação de vários assistentes de palco para sua protagonista. O mais famoso era o urso panda Jelly, que chamava tanta atenção quanto outra coadjuvante, a atriz Natasha Pearce, única Paquita americana. “Foi um estouro, tivemos uma média de 3 milhões de telespectadores por episódio, um número enorme que seria ainda maior hoje em dia”, lembrou Lynch antes de citar o canal infantil “Nickelodeon”, que com todos os seus shows não passa dos 8 milhões de telespectadores diários.

Ainda na ativa, ele afirma que sempre viu em Xuxa alguém com a capacidade de se tornar “a porta-voz de uma geração”, lembrando que os pequenos de 1993 são os “millennials” atuais, a fatia da população formada por pessoas nascidas a partir do começo dos anos 1980 que agora é a mais disputada pelos anunciantes. “Nos anos 1990 ela só perdia para Michael Jackson entre os famosos mais adorados pelas crianças em todo o mundo. Todos queriam contratá-la: a Disney, a Warner… Xuxa tem um pensamento muito progressivo e sempre esteve aberta ao novo, o que é fundamental no showbiz”, contou o executivo.

A alegria, no entanto, durou pouco. Mais por causa da concorrência que gerou e menos em razão do figurino sexy de Xuxa, como sempre foi dito no Brasil, o show americano dela não foi renovado para uma segunda temporada. “A Xuxa assustou muitos gigantes, a Warner entrou em cena logo para reagir ao sucesso dela”, Lynch explicou. “Além disso, os horários televisivos começaram a ficar caros, e a MTM não quis bater de frente com essa gente. Não fosse isso, ‘Xuxa’ teria sido um fenômeno, uma máquina de fazer dinheiro como jamais se viu em Hollywood. Ela é uma estrela orgânica, daquelas que nunca perdem o brilho”.

Lynch afirma que ainda mantém contato telefônico com Xuxa (“Nos falamos umas duas vezes por ano, mas nunca discutimos trabalho”), apesar de que se demonstrou surpreso ao saber do rompimento pessoal e profissional dela com a ex-agente Marlene Mattos, em 2002. “Jura!? Depois de anos lado a lado!? Mas, verdade seja dita, isso é muito comum entre as superestrelas…”, ponderou. E ao ser informado de que em breve a mãe de Sasha Meneghel Szafir voltará a ter um programa semanal na televisão da Argentina (na Telefé, onde ela apresentou o “El Show de Xuxa” entre 1991 e 1993), o produtor foi taxativo sobre um eventual revival nos States: “Tenho certeza de que ainda há muito espaço para Xuxa na TV americana”. (Por Anderson Antunes)

OprahWXuxaM

FONTE: GLAMURAMA UOL

TEM ENTREVISTA EXCLUSIVA COM XUXA NESTE DOMINGO(16:30) NA REDETV! NÃO PERCAM!

xuxa-meneghel

Otimista, Xuxa fala sobre seu programa: “Um ano melhor está por vir”

Claudia Leitte, Xuxa Meneghel, Luciana Gimenez e Tatá Werneck marcaram presença no evento de inauguração da loja da estilista brasileira Martha Medeiros, em uma badalada região de Los Angeles, que aconteceu na tarde do último domingo (13).

“Este ano foi fraco, acho que pra todo mundo. Crise ruim para a TV em geral. Ainda bem que tenho muita saúde e um ano melhor está por vir”, afirmou.

Vale lembrar que a Record pretende transferir Xuxa para as tardes de sábado, e o novo programa terá como público alvo os jovens e contará com muita musica. Ainda como inspiração o “Xou da Xuxa” e “Planeta Xuxa”.

A entrevista completa e a cobertura do evento irão ao ar no programa ‘Sensacional’ deste domingo (20), às 16h30, pela RedeTV!

FONTE: DABEME

XUCHÁ NO JORNAL EXTRA : Vestida com botas e ombreiras, Xuxa volta aos palcos em show que terá ‘paquidrags’

00-xuxa-show

“Vou estar montada dos anos 80”, avisa a loura Foto: Blad Meneghel/Divulgação

O sonho sempre vem para quem sonhar, já entoava Xuxa no fim dos anos 80. Os versos serão repetidos em alto e bom som neste sábado, no Vivo Rio. Num show marcado por referências à época das botas e ombreiras, a loura concretizará, enfim, o desejo dos seus fãs em voltar ao passado. “A ideia é entrar no túnel do tempo”, ressalta ela, que apresentará versões originais (e coreografadas) de músicas que foram sucesso. Os ingressos para o “Chá da Alice”, festa que terá a Rainha como atração principal, estão esgotados. Mas não há o que chorar. Para a alegria das crianças crescidinhas, Xuxa avisa que o projeto pode aumentar: “Até para a Colômbia, já recebi propostas”.

festa-cha-da-xuxa

Xuxa comanda festa para seus ex-baixinhos no Rio Foto: Blad Meneghel/Divulgação

De onde surgiu a ideia de voltar aos palcos?

O Pablo, criador da festa Chá da Alice, já tinha a ideia há um tempo. Ouvi o pedido das pessoas, o que é realmente uma comprovação de que os baixinhos cresceram e têm saudade de mim. Resolvemos fazer essa festa com cara de flashback. É um carinho para quem cresceu comigo.

Houve uma comoção com a notícia desse show. Você tinha noção que seria esse sucesso todo?

Claro que não! Pelo contrário. Quando falei na plateia do meu programa que topei fazer o show, até comentei: “Se não encher, vocês vão ver só, hein?!” (risos). Eu também tinha minhas dúvidas, porque uma coisa é fazer parte da infância das pessoas. Outra é fazer com que essas pessoas tenham vontade de sair das suas casas e pagar para ver um show. Nunca duvidei do fato de que faço parte da vida delas, assim como eles fazem parte da minha. Mas querer sair para dançar e cantar músicas antigas? Isso já é outra coisa!

xuxa-jovem

Xuxa, num registro de 1997 Foto: Josenildo Tenório / Agência O Globo

Seus fãs dão mil pitacos sobre o show: muitos querem versões originais das músicas, exigem paquitas… Você ouviu esses apelos?

A gente conseguiu colocar uns 80%, 90% dos pedidos. Já que a gente está fazendo um show para essas pessoas que cresceram comigo, nada mais justo do que ter o que eles querem ver.

Teremos versões novas de antigos sucessos?

Não, as coreografias e músicas são originais. Também vamos ter paquitas, papaquitos, uma mistura de “Planeta Xuxa”, “Xuxa hits”, “Xuxa park”, “Xou da Xuxa” e até “Mundo da imaginação”, misturando um pouquinho de “Xuxa só para baixinhos”. Quis passar por todas as fases das pessoas que cresceram comigo nesses 33 anos de carreira.

xuxa-volta-aos-palcos

Xuxa ao lado de seu cãozinho Foto: Divulgação

Podemos esperar aquele figurino dos anos 90?

Anos 90? Você está sendo carinhosa (risos)… É anos 80! A gente pegou as ombreiras, as botas e as chuquinhas. Vou estar montada de anos 80.

Sua intenção é criar um momento nostalgia?

A ideia é buscar uma memória afetiva, entrar no túnel do tempo e viajar com as roupas de cós alto, botas e apliques, só que com outra idade. Dessa vez, terão também as “paquidrags”. Aliás, se esse show virar uma turnê, vamos procurar “paquidrags” por onde as apresentações acontecerem. Pediremos vídeos em cada região do país para que as pessoas tenham a chance de dançar comigo no palco. E quem quiser cantar “Lua de cristal” vai ter que esperar até a última música (risos).

xuxa-e-leticia-spiller

Com Letícia Spiller, na época do “Xou da Xuxa”, em 1992 Foto: Marcos Issa / Agência O Globo

Então há chance de o projeto crescer?

Até para a Colômbia já recebemos propostas para levar esse show! Estamos levantando tudo para ver como vai ser.

Como está a rotina de ensaios?

Fico olhando no espelho do ensaio, e vejo as meninas e os meninos que vão dançar comigo, as pessoas que estão fazendo a roupa, a coreografia… O astral é tão legal! No início dessa semana, um jovem, assistente da pessoa que está montando minha roupa de led, ficou dançando num canto. É muito doido! Nesse momento, não há idade. O que vale é a tal da memória que faz com que a pessoa volte no tempo. Acho que essa é uma festa para todas as idades e sexos, e uma só vontade: a de recordar.

Tem conseguido dormir antes dessa reestreia?

Não (risos)… Já faz um boooom tempo que não subo sozinha ao palco, num show como esse!

xuxa-figurino

Serviço

Xuchá: A festa Chá da Alice faz edição especial com um show inédito de Xuxa. Participações de Aline Rosa e MC Sapão. Vivo Rio: Avenida Infante Dom Henrique 85, Aterro do Flamengo — 2272-2901. Sáb, às 22h. Ingressos esgotados.

Em entrevista ao ‘Estado’, Xuxa diz que se diverte com o bom humor das pessoas que criam memes sobre ela

1471719780351

Há um ano Xuxa deixou a Globo e partiu mais uma vez para uma nova empreitada, agora na TV Record. Não satisfeita em apenas apresentar o programa de variedades, a eterna “rainha dos baixinhos” se diverte nas redes sociais. Às vezes posta fotos fofas, outras coloca imagem dela tentando plantar bananeira, um desastre. Mais recentemente, decidiu fazer vídeos. No primeiro, parceria com o Porta dos Fundos, ela não era reconhecida nas ruas. No último, aparece Xuxa vestida da maneira que fazia no começo de carreira em uma propaganda da série Stranges Things, da Netflix, lendo cartas dos personagens da série. Sobre esta e outras questões, a apresentadora conversou com o Estado.

***

Você gosta de rir de você mesma. Isso te faz bem? Você parece se divertir muito…

 

Amo rir de tudo, mas, em especial, amo os memes que as pessoas fazem de mim. Como são criativos, gostaria muito de ter esse humor. Admiro muito pessoas bem humoradas.

***

Vira e mexe voltam a fazer sucesso vídeos de seus primeiros programas, mostrando uma Xuxa que brincava e brigava com a criançada. Você acha que hoje seria possível fazer tudo isso?

(risos) Eu era louca, não acredito que falava e fazia tudo aquilo, mas acho que hoje em dia não tem mais lugar pra isso para ancoras e apresentadores na TV. Também acredito que quanto mais natural, mais eles gostam, estão aí os reality shows, que as pessoas amam ver naturalidade, estão aí os vídeos caseiros. Acredito que se eu fizesse programa ao vivo daria muitos memes, mas o canal teria de aguentar as críticas, pois eu ainda falo muita besteira e não sei se o povo que me contrata está afim de ver e ouvir isso. Coragem de falar eu tenho, porque sai sem querer. Pior é alguém assinar embaixo, tipo: ‘Vai filha, fala o que quer que a gente segura’.

***

Como surgiu a ideia de fazer esses vídeos, primeiro com a turma do Porta do Fundos, onde o povo não te reconhecia, depois com a Netflix?

Eu me convidei para fazer a Porta dos Fundos. O Fabio (Porchat) disse: ‘Mas você topa?’. Eu disse que sim e eles não acreditaram, demorou para sair, eles acharam que eu não ia topar. Já a Netflix eu lavei a alma, quando li eu amei e agradeci muito ter feito, pois foi uma resposta para tanta gente ignorante que continua pensando que o disco tem mensagens, que a boneca é do mal, nossa! Juro, amei!

***

E essa onda de saudosismo dos anos 80, você está tirando proveito disso? Tem sido bom para a sua imagem?

Tirando proveito é forte, né? Estou revivendo uma época onde eu fiz parte, mas vou seguir seu conselho, vou tirar proveito quando puder.

***

E sua filha, Sasha, o que ela acha desse seu lado brincalhão, curte?

Ela me conhece melhor do que ninguém, ela sabe que eu sou assim. Ela fica admirada que algumas pessoas não conheciam esse meu lado.

***

O que você gosta de assistir na TV e no cinema? Você vai ao cinema? Ao teatro? O que está lendo? E música, o que gosta?

Na TV, gosto de seriados. No cinema gosto de tudo e no teatro, só comédia. Adoro biografias. Estou ouvindo Tiago Iorc porque minha filha ama. Aliás, ouço todas as músicas da Sasha. Ela faz a minha playlist.

***

Você sente falta do que já viveu, profissionalmente?

(Risos) Nossa, parece que já morri. Estou vivendo um momento muito bom. Depois de 33 anos de TV, estou aprendendo muito, sempre. Claro que o que eu vivi me deixou recordações lindas, mas sentir falta, não, né? Sinto falta da minha mãe falando, me abraçando, rindo. Disso eu sinto falta.

***

O que pensa do futuro, o que gostaria de fazer em sua velhice?

Eu quero trabalhar até quando puder e der, quero viver até quando puder e der, quero aprender diariamente até não puder mais estar aqui.

***

Pensa em parar?

(Risos) Pensava em parar aos 30 anos de idade, depois foi pros 40 e hoje penso que pensei demais. Quero viver o que a vida me oferece. Quando a vida me oferecer uma cama para deitar ou um lugar pra descansar, é lá onde estarei. Mas enquanto a vida me der oportunidades de rir de mim, de ser o que eu sou para as pessoas, continuarei vivendo, sentindo tudo. Taí uma dica, não pare nunca, apenas seja feliz.

FONTE: ESTADÃO

“É sempre um grande presente para mim”, derrete-se Xuxa ao falar dos fãs

4115041705-sempre-um-grande-presente-para-mim-diz-xuxa-sobre-os-fas

No último domingo (27), Xuxa Meneghel completou 53 anos de idade, sendo mais de 30 deles como uma das mais queridas por baixinhos e adultos no país inteiro.

“Sábado eu fui para o Hospital do Câncer de Barretos e pedi de presente aniversário que as pessoas me mandassem lenços, bandanas, bonés… E chegou uma quantidade enorme. Fiquei muito, muito, muito feliz, então vou contar como esse o meu aniversário inesquecível”, contou em entrevista ao Morning Show nesta segunda-feira (28).
Há cerca de um ano com um programa na grade na Record, a apresentadora contou que todo dia é extrai algo de positivo da experiência. “Muita coisa que estou aprendendo, porque quem diz que sabe fazer televisão é mentira, porque televisão muda diariamente e mudar de canal, de emissora, já é uma mudança enorme, ainda mais fazer televisão hoje em dia, é muito mais difícil”, confessou.

E adianta: “estamos fazendo muitos quadros novos, mas tudo com calma, porque minha equipe ainda está mudando, muita gente nova chegando, está muito novo para poder dizer. Quadros novos vão surgir e outros que não deram muito certo vão embora”.

Público infantil

Sempre irreverente e espontânea, ao longo dos anos a loira conquistou uma legião de fãs que a seguem de perto, onde quer que ela vá, desde a época dos programas infantis até aos dias de hoje, mais voltados para os adultos.

“É uma das coisas que vão me acompanhar, acho que pelo resto da vida, porque eles não desistem, é tão bom isso. Eles cresceram comigo, estão tendo seus filhos, que estão levando os filhos deles para curtirem também. Ou seja, é muito bom, a chegada dos novos [fãs] é sempre um grande presente para mim”, completou.

FONTE: JOVEM PAN