Os desejos de Xuxa Meneghel e Junno Andrade para 2017

Ela supera susto de acidente aéreo e confessa que precisava de um ‘chacoalhão’

Capa e recheio da primeira revista “Caras” de 2017 Xuxa e Junno fazem um balanço de 2016 e revelam desejos para o ano novo. Confira a matéria completa:
Na Ilha de CARAS, na varanda da suíte, dedilhando o violão, Junno Andrade (53) declara- se para Xuxa Meneghel (53) com a canção Seu Olhar Azul: Antes de te conhecer/ Também não me conhecia/ Não sabia que existia/ Tanta poesia no meu coração… Eu te amo/ Eu te quero/ Eu não vivo sem esse olhar/ Esse teu olhar, esse olhar azul. Essa é uma das cinco músicas, sem contar os mais de 50 poemas, feitos em homenagem à estrela. “Ju enche minha vida de poesia”, celebra ela. “Xu me inspira sempre”, devolve o cantor e ator, destaque de Escrava Mãe. Com paixão e cumplicidade, eles completaram quatro anos juntos em dezembro. “Apesar de tão visada e assediada, namorar Xuxuca, a pessoa, é fácil e simples, ela faz ser assim”, reitera ele. Apesar da paixão recíproca, Xuxa adianta que formalizar a união está fora dos planos. “O casamento que imaginam, entrar na igreja de branco, não gosto e não quero! Me dá coceira”, brinca a mãe de Sasha (18), que saboreia também o sucesso profissional. As franquias Casa X e Espaçolaser já contam com, respectivamente, 60 e 200 unidades comercializadas no País. Ela também festeja o lançamento do XSPB 13, com tema Abecedário; o megassucesso do show XuChá e a estreia como youtuber no Canal X; além de preparar novidades para seu programa na RecordTV. Mas nem tudo é felicidade e a estrela muda o tom para falar sobre o susto que sofreu há cerca de um mês. Na ocasião, um raio atingiu o avião em que viajava para o Piauí na companhia de Junno, da assessora Monica Muniz (53) e do sócio José Carlos Semenzato (46). Como desabafo, admite que o episódio a fez repensar várias coisas. “Precisava do chacoalhão. A vida é curta! Pensava muito no que os outros vão achar. Agora, dane-se, vou fazer, falar e escrever o que quiser”, reitera.
– O susto mudou algo mais?
– Deu vontade de falar, fazer coisas que não fiz. A gente presta muito a atenção no que as pessoas vão dizer. Há pouco, Madonna falou algo que aplaudi: as pessoas hoje não perdoam envelhecer, ser sucesso e não ter dado certo nos casamentos. Ela tem 35 de carreira, eu vou fazer 34. E é essa a palavra, não tem perdão para quem faz sucesso e está na mídia esse tempo todo. Então, quero mais é fazer o que tiver vontade e viver bem o que me resta com Sassá, minha mãe, Ju e os meus bichos.
– Por que tem dado tão certo a sua relação com o Junno?
– Muito pelo amadurecimento. Se tivesse namorado ele lá atrás, com 26 anos, não teria durado, não valorizaríamos como hoje. Ele teve que passar pelas coisas que passou; eu também. Hoje, a relação é cheia de cumplicidade, respeito, amor. E, como disse na rede social e muitos não entenderam, de tesão. Afinal, sou uma mulher de 53, ele, um cara de 53, saudáveis. Se não tiver isso, ferrou. Graças a Deus, tem muito!
– Como driblam as brigas?
– Sou a mais cabeça dura, brigo mais, mas nem tem acontecido. E Ju é um cavalheiro, me ouve, pede desculpa. Uma das coisas que odeio é cobrança e desconfiança.
– E metas para a carreira?
– Que eu possa trabalhar e fazer o que quero em paz, conseguir bons resultados e não decepcionar os que confiaram em mim.

*revista ‘Caras’: edição 1.209 de 06 de janeiro de 2017.

Anúncios