Xuxa escreve carta para Sasha, que deixa o Brasil para estudar nos EUA

TAMANHO855PERFEITO (NOTICIA)

Xuxa escreveu uma carta especial para a filha, Sasha Meneghel, que foi para os Estados Unidos estudar moda. Veja o depoimento

Texto: Xuxa Meneghel
Coluna da Xuxa: Revista Viva!Mais

Quando quem você ama muito se afasta por algum motivo, você sente o coração bem apertado. Porém, quando alguém que você ama mais do que qualquer outra pessoa no mundo – até mais do que a si mesma – vai para longe, parece que algo por dentro de você morre. Dói como se tivesse perdido algo extremamente valioso, mais importante do que a sua própria vida. Uma dor tão grande que te consome e sufoca – mesmo você tendo a certeza de que irá rever a pessoa.
Sei que muita gente pode achar isso exagerado. Já outros me compreenderão e podem até dizer: “Eu sei o que está sentindo”. Ficarei vazia, oca, pois está chegando a hora de o meu coração se dividir em dois: minha filha vai viajar, estudar fora do Brasil (em Nova York, nos Estados Unidos), e eu ficarei sem o seu cheiro, seu abraço, sem poder ouvir sua voz me pedindo para secar o seu cabelo após o banho, para ajudar na escolha das roupas… Ah, como fará falta dormir agarrada nela, rezarmos juntas. Lógico, a tecnologia deixou a comunicação bem mais fácil do que antigamente e, obviamente, aproxima as pessoas. E, claro, ela vai fazer o que deseja realizar, mas… E se ela precisar de mim para algo? Pior: e se ela não precisar mais de mim? Noossssa!
Pois é, minha mãe e as mães de muitas pessoas já disseram que “fazemos os filhos para o mundo”. No entanto, o meu mundo ficará totalmente vazio sem ela.
Reconheço que a felicidade da Sasha é a minha. Logo, se ela ficar bem, feliz, eu também estarei. Mas por que precisa ser tão longe? Por que eu não poderia tê-la de novo com seus 2 ou 3 anos de idade, quando ela pensava que eu era o seu mundo, quando a vida dela girava apenas em torno de mim, quando ela costumava chorar de saudade minha? Por que eu não posso voltar um pouco no tempo, hein?
Não é justo, não é certo… Pelo menos, é assim que vejo e sinto neste momento: dói e aperta muito o coração. Mas tenho certeza absoluta de que a minha filha estará bem. Por isso, estarei bem também… Espero. Sasha, vá com Deus e volte, volte sempre… Já!
Tua Mami.