Beleza: Xuxa revela o segredo da sua eterna juventude

xuxa-05

Rosto de princesa

“Sempre lavo bem o rosto com sabonete e passo creme antes de qualquer tipo de maquiagem – desde as mais leves às mais pesadas – e, quando não estou mais trabalhando, logo que posso, limpo a pele. Além disso, uso Cicatricure depois que lavo o rosto e o pescoço e também sigo os tratamentos indicados pela dermatologista Karla Assed. Faço peeling de cristal para remover as células mortas e fechar os poros. Em seguida, ela aplica uma máscara facial para dar mais brilho à pele. Ainda tem as máquinas de ultrassom focal e radiofrequência que estimulam o colágeno. Só não uso ácido.” 
Dermatologista: “O peeling de cristal pode ser feito a cada 20 dias. Para o procedimento, é utilizado um aparelho de sucção com cristais de hidróxido de alumínio na ponta, que retira a camada mais superficial da pele e promove a produção de colágeno”, afirma Karla.
Hora da dieta
“Como muito chocolate, por isso, faço regime. Hoje peso 64/65 kg, mas considero como ideal ficar com 59/60 kg. De manhã, tomo um shake vegetariano com colágeno e como sempre a comida da Maria (cozinheira da apresentadora), japonesa, natural, sem carne vermelha nem sal, além de muita coisa orgânica. Gosto de fazer duas refeições ao dia. Porém, claro, às vezes como mais. Já pratiquei muito esporte, mas desde que quebrei o osso sesamoide do pé esquerdo não faço mais.”
Corpaço em evidência
“No corpo, não passo muito creme, só se estiver queimada. Também me submeto a alguns tratamentos em máquinas. Infelizmente, faço poucos procedimentos estéticos, mas amaria ter as máquinas da Karla ao lado da minha cama. Faria sempre que tivesse tempo.”
Dermatologista: “O objetivo do tratamento é estimular o colágeno para manter a sustentação da pele, diminuir qualquer gordurinha que queira aparecer e manter a pele do corpo sempre lisa, saudável e firme. Existem várias máquinas para isso: velashape, maximuns, radiofrequencia…”, explica Karla.
Banho bom
“Tomo muito banho com água quente. Costumo usar sabonete de criança em barra e líquido. O meu preferido é o de alfazema da linha da Xuxinha. Às vezes, trago uns esfoliantes de fora que são cheirosos. E como meu cabelo é muito fino, uso xampu da Xuxinha também. Quando pego muito sol e ele resseca, faço máscara.”
Adormecida bela
“Preciso dormir dez horas por dia. Caso contrário, não rendo, não raciocino… Enfim, se durmo pouco, não consigo ser eu. O maior benefício que o sono me traz é que fico mais feliz.”
Xuxa consumidora 
“Antigamente, me depilava com lâmina todos os dias. Agora, já fiz cinco sessões a laser e já não nasce quase nada de pelo. Quero fazer as dez sessões e aí adeus, pelinhos chatos! Antes de me associar à rede de franquia Espaçolaser, soube dos bons resultados do procedimento por relatos de outras pessoas. Agora que provei, asseguro: se não fosse sócia, seria cliente. É espetacular! Além de ser uma técnica prática, a pele fica macia, lisa, sem manchas e você deixa de ser escrava das lâminas. Comecei fazendo nas axilas, virilhas e pernas. Agora faço sem restrições.”
Xuxa empresária 
“Praticidade, profissionalismo e, claro, bons resultados para quem faz e quem investe. Nosso sonho é ter uma beleza duradoura e esse é o objetivo do Espaçolaser. Com ou sem crise econômica, as pessoas não deixam de se cuidar. Continuamos investindo no bem-estar e fazendo qualquer coisa para nos sentirmos melhor. Sempre curti dar dicas de beleza e ver como a mudança de visual aumenta a autoestima das pessoas. Quando estamos em dia com a saúde e cuidamos do nosso corpo, ficamos felizes! Além de deixar as pessoas mais bonitas, a depilação a laser ajuda a economizar água, ao contrário das lâminas. Ou seja, a Espaçolaser junta cuidados de beleza e sustentabilidade: dois temas sempre presentes na minha carreira. Fui apresentada à clínica como uma nova oportunidade de negócio pelo meu sócio Semenzato, achei o projeto fantástico e resolvi investir.”  
Veja onde encontrar a unidade mais próxima de você e como se tornar um dos franqueados da Espaçolaser em www.espaçolaser.br.
xuxa-meneghel-1

FONTE: REVISTA VIVA MAIS