Prestes a voltar ao ar, Xuxa fala sobre amor e Record ao Glamurama

tamanho xuxa

Após quase 30 anos no ar pela Globo, Xuxa está prestes a estrear seu novo programa na Record. Ainda envolto de mistérios, “Xuxa Meneghel” estreia em agosto e será inspirado na programa de Ellen Degeneres, com entrevistas, música, interatividade da plateia e quadros divertidos. Abaixo, um bate-papo exclusivo com a apresentadora de 52 anos, que falou também sobre seu namoro com Junno Andrade e sobre seu grande sonho não realizado…

Glamurama – Como foi trocar de emissora após tantos anos na Globo?

Xuxa – Difícil. Por mim ainda estaria na Manchete, sou muito presa às casas em que trabalhei. Mas de uns anos para cá, o que eu queria fazer não era o que eles queriam e vice-e-versa.

Glamurama – Você tem algum ressentimento com a Globo?

Xuxa- Nenhum. Só tenho ótimas lembranças! Fui muito feliz na Globo e isso nada, nem ninguém vai apagar. Sou muito grata a tudo que pude fazer lá.

Glamurama – Você vai deixar de ser a rainha dos baixinhos?

Xuxa – Nem quando morrer.

Glamurama – Você tem participado da escolha dos quadros do novo programa?

Xuxa – Claro! [ela fugiu de todas as perguntas relacionadas ao programa]

Glamurama – Agora indo um pouco para a vida pessoal. Você encontrou Junno depois de mais velha. Quais as vantagens de um amor maduro?

Xuxa – Sorte que ele também está mais velho, mais maduro. Você já disse tudo, um amor maduro é mais seguro, mais intenso e mais verdadeiro.

Glamurama – Vocês pensam em se casar?

Xuxa – Não.

Glamurama – Me conte duas curiosidades que pouca gente sabe sobre você.

Xuxa – Durmo muito no frio e odeio gente que fala da vida alheia.

Glamurama – Como você cuida do seu corpo e rosto?

Xuxa – Tenho uma ótima dermatologista, a dra. Karla Assed. Como comida natural feita pela Maria [sua empregada] e faço ginástica, mas não como eu fazia antes. Isso devido ao meu sesamoide [osso no dedo do pé] quebrado.

Glamurama – E como cuida da mente?

Xuxa – Fazendo o bem.

Glamurama – Qual seu grande sonho?

Xuxa – Ver minha mãe curada e minha filha muito feliz. [Alda sofre de Mal de Parkinson há 12 anos]

(Por Denise Meira do Amaral)

FONTE: GLAMURAMA

Anúncios